quarta-feira, 15 de junho de 2011

Expansão Marítima Europeia - Resumo


REIS FORTES, BURGUESIA RICA, NAVIOS AO MAR

A expansão marítimo-comercial europeia, iniciada no século XV, resultou das transformações pelas quais a Europa atravessava, provocadas pela crise feudal e pelo advento do capitalismo. A Ásia foi o primeiro alvo das expedições, porém quase todas as rotas comerciais do Oriente existentes até então encontravam-se controladas pelos mercadores mulçumanos e italianos; a situação se agravou quando os turcos otomanos, mulçumanos, tomaram Constantinopla, em 1453, e fecharam aquele caminho de passagem para o comércio oriental. Portanto, era preciso romper esse monopólio encontrando outros caminhos possíveis entre a Europa e a Ásia.
A ampliação dos mercados, no entanto, só se concretizaria se fosse resolvida a crise financeira decorrente da escassez de metais, que provocou a redução da oferta de moedas e, ao mesmo tempo, contribuiu para impulsionar os Estados europeus rumo aos projetos expansionistas.
O apoio dos Estados nacionais modernos e a aliança entre o rei e a burguesia foram os principais responsáveis pela expansão marítima, pois somente um Estado centralizado conseguiria arrecadar e encontrar recursos necessários para concretizar o projeto expansionista. Isso foi feito, principalmente, por meio de arrecadação de impostos, pagos pela burguesia, que dispunha de recursos para investir nas empresas marítimas.
Portugal foi o primeiro país a reunir condições necessárias para se lançar ao mar: tinha um Estado centralizado e uma burguesia mercantil forte e disposta a investir na expansão.
Enquanto se desenrolava a expansão portuguesa, os reis católicos Fernando e Isabel, após organizarem o Estado nacional espanhol, investiram no projeto do genovês Cristóvão Colombo, que, pretendendo chegar a Ásia navegando em linha reta de Sevilha para o Ocidente, encontrou casualmente a América. Colombo chegou às Antilhas em 1492 e ainda fez outras três viagens à América, sempre acreditando estar em algum ponto da Ásia.
Em 1519, o português Fernão de Magalhães, trabalhando para a Espanha, iniciou a primeira viagem de circum-navegação da Terra.
Ao contrário dos portugueses (que permaneceriam explorando o litoral das terras que conquistavam), os espanhóis adentraram nas terras americanas, em busca de riquezas.
A corrida expansionista entre Portugal e Espanha resultou em um conflito diplomático pela posse das terras descobertas pelas duas potências. O impasse foi solucionado com o Tratado de Tordesilhas (de 1494), segundo o qual as terras encontradas seriam divididas por uma linha imaginária traçada a 370 léguas a oeste das ilhas de Cabo Verde, sendo portuguesas todas as terras descobertas ou por descobrir que estivessem a leste da linha; à Espanha, caberiam todas as terras a oeste da demarcação.
Em 1498, Vasco da Gama, em nome da Coroa portuguesa, atingiu com sua frota o porto de Calicute, na Índia, contornando a costa da África.



CONSEQUÊNCIAS DA EXPANSÃO MARÍTIMA

As mais importantes consequências as expansão foram:
• O acirramento das disputas entre as potências expansionistas, principalmente depois da assinatura do Tratado de Tordesilhas;
• O deslocamento do eixo econômico do Mediterrâneo para o Atlântico, a valorização do capital comercial e da posse de metais e moedas e a acumulação de capitais na mão da burguesia europeia;
• A revolução comercial, que consistiu no fantástico crescimento da atividade comercial em todo o mundo;
• A revolução dos preços, isto é, uma alta generalizada dos preços, provocada pela grande quantidade de ouro e prata vindos da América espanhola;
• A cristianização do mundo pela ação catequizadora de missionários católicos (principalmente dos jesuítas) e pela chegada de protestantes à América do Norte;
• A montagem de estruturas e sistemas coloniais nas áreas conquistadas, a desarticulação cultural dos povos conquistados e modos de produção e pilhagem e saques de riquezas.

4 comentários:

  1. Adorei o texto, mas acho que faltou, por exemplo, sobre ESMERALDO,que era o que eu estava procurando. Infelismente, terei que procurar em outro site.

    ResponderExcluir
  2. Mt obg pelo resumo,euachei mt útil :)

    ResponderExcluir
  3. Também gostei. se fosse um resumo menor faltaria algumas coisas importante. obrigado.

    ResponderExcluir